sexta-feira, 27 de abril de 2018

PM filmado jogando capoeira em micareta na BA se diz feliz com repercussão: 'Capoeira me fez ser o homem que sou'

Por: G1/Bahia - Reprodução
Ueslei é um dos mestre da associação onde deu os primeiros passos na capoeira (Foto: Arquivo pessoal/Ueslei Carvalho)
A capoeira é a minha vida. A capoeira me fez ser o homem que eu sou". A declaração de amor a essa expressão cultural tão popular na Bahia é do policial militar Ueslei Carvalho Silva, que ganhou "fama" depois que um vídeo em que ele joga capoeira com um grupo de pessoas, durante a micareta de Feira de Santana, viralizou nas redes sociais.
Nas imagens, Ueslei, que estava trabalhando na festa, aparece vestindo a farda da PM. O vídeo foi compartilhado pelo governador Rui Costa e pela própria Polícia Militar e, na noite de quinta-feira (26), já tinha mais de 100 mil visualizações.
Ueslei conta que durante a patrulha do evento, que ocorreu de 19 a 22 de abril, viu que tinha um bloco de capoeiristas. "Sou capoeirista desde os dois anos de idade. Meu pai de criação é mestre de capoeira. Aí eu falei com os colegas para a gente assistir ao desfile do bloco. O comandante aceitou, e quando o bloco chegou, alguns amigos estavam na roda. Eles me viram e me chamaram para jogar com eles", conta.
O PM conta que ficou apreensivo de entrar na roda de capoeira, mas que não resistiu. "A gente fica um pouco receoso em fazer algo que possa ser mal interpretado, mas lá foi diferente, porque foi o pessoal que me puxou. Foi uma coisa tão espontânea e o ambiente estava tão propício para isso. A atmosfera estava a favor", lembra Ueslei, que afirma que não esperava a repercussão que o caso tomou.
"Não sabia que tinham gravado. Quando me mostraram, achei até que poderia me prejudicar, mas depois que vi a PM e o próprio governador postarem, fiquei feliz", disse o policial de 34 anos.
Ueslei é morador do bairro de Castelo Branco, em Salvador, e veio de uma família de capoeiristas. "Meu avô, que é meu pai de criação, minha mãe, meu tio, minha esposa e meus filhos são capoeiristas. O PM tem três filhos, de 13 e 11 anos, além do caçula de 1 ano e oito meses. "O pequeno já treina. Pega pandeiro, faz uma bagunça em casa", fala orgulhoso.
Ueslei, a esposa e os três filhos: família de capoeiristas (Foto: Arquivo pessoal/Ueslei Carvalho)
Os herdeiros são a continuidade de uma história que começou em 1985, quando Ueslei tinha dois anos, na Associação Cultural e Esportiva Clips Academia, liderada pelo avô e pelo tio dele. A associação também fica no bairro de Castelo Branco e, segundo Ueslei, foi a responsável pela formação dele como homem.
"A capoeira serve como elemento de transformação social, e na associação que faço parte, ela incentiva o aluno a estudar. Quem não estuda ou está mal na escola, não treina. Fica na própria associação estudando, com a ajuda dos integrantes da entidade", explica Ueslei.
Ele conta que, por causa da capoeira e da associação, deu continuidade aos estudos. "Sou formado em administração, com pós-graduação em gestão de projetos. Além de policial, hoje eu sou coordenador geral da associação e um dos mestres de capoeira. Sou o terceiro na hieraquia de mestres", afirma.
PM posa para foto com os alunos da assosciação (Foto: Arquivo pessoal/Ueslei Carvalho)
Com tantas tarefas e responsabilidades, Ueslei diz que um dos motivos pelo qual escolheu ser PM é que o trabalho permite que ele tenha tempo para se dedicar ao que mais ama fazer. "Meu serviço da PM me dá tempo, a gente dá plantão de 12h e folga 24h, ou 12h e folga 72h. No tempo livre, estou na capoeira, na associação", afirma.

O vídeo em que Ueslei aparece jogando capoeira na micareta de Feira de Santana foi postado na segunda-feira (23) pela PM da Bahia, no perfil da corporação. Na publicação, a PM explica que a instituição não está separada da cultura baiana e que a interação com o cidadão é uma das maneiras de assegurar a proteção. Cerca de 16h após o post, o vídeo havia sido visualizado mais de 80 mil vezes. "E durante a Micareta de Feira, um policial militar jogou capoeira com um grupo que praticava a arte no circuito. A PMBA não está apartada da cultura que nos cerca. Somos parte da sociedade e interagimos com o cidadão de diversas formas para passar a mensagem da paz, da seguranca e da proteção. PM e comunidade na corrente do bem!", escreveu a PM na publicação. Nos comentários, pessoas elogiaram a interação entre o militar e os capoeiristas. "Parabéns ao PM merece o reconhecimento pela humildade e respeito a cultura do povo", escreveu uma dessas pessoas.

5 comentários:

  1. Parabéns Por Essa Atitude!

    ResponderExcluir
  2. KKKKKKKKKKKK
    Parabéns pela profissão e pela atitude.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns,grande cidadão.

    ResponderExcluir
  4. Ueslei vc é um cara pra frente,parabéns.

    ResponderExcluir

O site Cruz das Almas News coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático.

Obrigado