sexta-feira, 13 de abril de 2018

Médica desaparecida no ES pode ter vindo para a Bahia

Por: Cruz das Almas News - Com reprodução: ES Hoje/G1 Vitoria

Última informação que a família recebeu sobre Jaqueline Colodetti foi no domingo (8). Caminhoneiro disse que deu carona para a médica na Bahia.

A médica cardiologista Jaqueline da Penha Colodeti desapareceu, nesta terça-feira (03/04), quando voltava de Santa Leopoldina, onde trabalha, para Cariacica, onde mora. Ela tem 50 anos e é mãe de três filhos. Familiares da medica estão desesperados a procura de noticias.A Polícia Civil investiga o caso.
Segundo informações a médica saiu de casa, em Campo Grande, às 8h30 de terça. Imagens da câmera de segurança da garagem do prédio onde ela mora mostram a cardiologista saindo para o trabalho.
Testemunhas informaram à polícia que viram Jaqueline parada dentro do seu carro, um Kia Sportage branco, onde ficou por cerca de duas horas. O carro foi encontrado fechado e com as chaves do lado de fora. Nele foram encontrados todos os documentos e o jaleco da médica. Os indícios levam as equipes de busca e a família a acreditar que Jaqueline teve um “apagão” e saiu caminhando pela BR-262. Após o início das buscas, testemunhas informaram também que viram a médica andando pela região e que ela aparentava estar desnorteada.
Duas testemunhas importantes informaram ter visto Jaqueline tentando tomar carona na BR 262. Um vigia de uma distribuidora de água disse ter visto, na noite de terça-feira, a médica tentando tomar carona em frente ao local, na altura do km 33, e um taxista informou que a viu, na quarta-feira, no primeiro trevo de Marechal Floriano no sentido Minas Gerais. Estas informações levam à hipótese de ela ter saído do estado, o que preocupa a família que clama pela ajuda de todos na divulgação.
O desaparecimento gerou uma comoção nas redes sociais. Familiares, amigos e voluntários divulgam imagens e postagens com foto da cardiologista e telefones de contato, na tentativa de que mais pessoas saibam do caso e novas notícias sobre o paradeiro dela apareçam.
A família recebeu informações que a medica teria deixado o Espírito Santo de carona, com destino à Bahia. De acordo com a sobrinha de Jaqueline, Elizabetta Colodetti Albernaz, ela pegou carona com um caminhoneiro, mas não estava em situação normal.
De acordo com os relatos do caminhoneiro, a médica que usava uma blusa “café com leite”, calça jeans e tênis surrado” embarcou na cidade de Planalto, na Bahia, a cerca de 25 km de Poções, e foi deixada na BR 116, na mesma cidade.
Com isso, os familiares seguiram para a Bahia, e desde a capital, Salvador, estão distribuindo panfletos com fotos. Por meio de nota, a Polícia Civil do Espírito Santo informou que a equipe da Delegacia Especializada de Pessoas Desaparecidas segue em diligências e tem apurado todas as informações e denúncias que tem recebido.
A família pede que quem tiver informações sobre o paradeiro dela entre em contato imediatamente pelos telefones (27) 98802-6205, (27) 99989-3396 ou (27) 99909-1524.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O site Cruz das Almas News coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático.

Obrigado