sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Governador participa da abertura oficial do Carnaval 2017

Blocos afro participaram de um cortejo na abertura do evento
(Foto: Mateus Pereira/GOVBA)
Um desfile de cores, sons e fantasias marcou a abertura do Carnaval da Bahia 2017, na noite desta quarta-feira (22/02), na Praça Municipal, no Centro Histórico. Um encontro de artistas transformou o local num grande baile, relembrando os antigos carnavais. O governador Rui Costa esteve presente e participou da entrega da chave da cidade ao Rei Momo deste ano, Alan Nery.

Na ocasião, Rui destacou o apoio do Governo do Estado ao carnaval do folião pipoca, além da festa tradicional no Pelourinho. “A gente espera que, ano após ano, o carnaval vá retomando as suas origens do carnaval sem cordas, que é um carnaval mais democrático, aberto a toda população. Desejo que seja uma festa de muita alegria, uma festa tranquila para as famílias. O Governo do Estado articulou o financiamento tanto dos blocos tradicionais, que contam a história do nosso povo, mas também as grandes atrações que antes o povo só podia curtir nos blocos privados, do lado de fora da corda”, afirmou o governador.

Um grande cortejo formado por baianas e pelos grupos Olodum, Didá, Ilê Aiyê, Malê Debalê, Cortejo Afro, Filhos de Gandhy, Muzenza, Os Mutantes, Saku Xeio e Pai Burokô, saíram do Terreiro de Jesus em direção à Praça Municipal para encontrar a orquestra comandada por quatro maestros: Sérgio Benutti, Fred Dantas, Paulo Primo e Zeca Freitas. Após as apresentações, foi feita uma homenagem ao centenário do artista e pesquisador Mestre Didi. 
As atrações fizeram a alegria dos foliões, como a turista mineira, Clarice Queiroz. “Essa é a minha segunda vez na Bahia, adoro o carnaval daqui, é uma energia contagiante. Estava vivendo uma grande expectativa desde o ano passado para voltar. Agora é curtir, hoje foi tudo lindo, toda a cerimônia de abertura foi muito legal. Estou ansiosa para visitar o Pelourinho, quero conferir a homenagem que será feita ao tropicalismo”, contou.

Programação

Da sexta-feira (24), à terça-feira (28) blocos afro, afoxés, de índios, de samba, bandas de sopro e percussão, e demais performances vão ocupar as ruas, becos e praças dentro dos projetos apoiados pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Cultura do Estado (Secult). Neste ano, o projeto Ouro Negro chega à décima edição apoiando 91 entidades, em sua maioria agremiações que desenvolvem, durante todo o ano, trabalhos sociais. No circuito Osmar, que tem início no Campo Grande, o destaque é a quinta-feira do samba. Blocos como Alerta Geral, Pagode Total, Amor e Paixão, Corrente do Samba e Fogueirão reúnem os amantes do mais puro ritmo brasileiro e arrastam mais de 30 mil associados.

Para quem preferir os circuitos fora das cordas, o Carnaval Pipoca abre a folia com microtrios e nanotrios, na sexta-feira (24), no Terreiro de Jesus, no Pelourinho. Por mais um ano, o movimento que tem a criatividade e diversidade como propostas vai embalar o folião nas ruas de Salvador. Nomes como Ivan Huol, Banda Marana, Baiana Folia, Tuk Tuk, Neto Balla, Peu Meurray, Fred Menendez e muitos outros vão levar música de qualidade e alegria a milhares de foliões.

No Pelourinho, um carnaval seguro, democrático, sem trios e cordas, vai movimentar o Centro Histórico durante os cinco dias de folia. Com o tema "50 anos do Tropicalismo", o Carnaval do Pelô vai homenagear o movimento que mudou a cena musical do país. A programação é diversificada e começa na sexta-feira, às 20hs, com o show do Viramundos que reúne Alexandre Leão, Moreno Velloso e Cláudia Cunha e logo após, os tropicalistas Gilberto Gil e Capinam abrem oficialmente o Carnaval da Cultura. A programação completa com as atrações apoiadas pelo governo do estado pode ser conferida no site do Carnaval da Bahia .

(Ascom/Gov/Bahia/Repórter: Tácio Santos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O site Cruz das Almas News coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático.

Obrigado