terça-feira, 2 de agosto de 2016

Durante Jogos Olímpicos, arenas venderão latão de cerveja a R$ 13

O espectador que quiser se refrescar durante os Jogos Olímpicos do Rio poderá recorrer, dentro das instalações esportivas, à cerveja, como ocorreu em Londres-2012.
Terá, no entanto, de desembolsar um bom dinheiro e aceitar imposições. O único item comercializado será a lata de 473 ml da Skol, apoiadora oficial do evento –não haverá opção sem álcool.
Cada bebida custará R$ 13 (mesmo valor cobrado na Copa do Mundo de 2014 ), bem acima do valor de mercado, que varia entre R$ 3 e R$ 4. Apenas dinheiro ou cartões da bandeira Visa serão aceitos.
Nenhuma lata pode ser levada para as arquibancadas, para que se evitem confusões. Uma vez feito o pedido, o atendente vai transferir o líquido para um copo.
Nas arenas de competição dentro do Rio, o consumidor receberá a cada compra um copo colecionável com visual olímpico. O item é cumulativo e não há limite individual para compra.
De acordo com a gerente de marketing da Skol, Bruna Buás, houve treinamento para que os vendedores deem orientações ao consumidor dentro das arenas.
"A fiscalização [das pessoas, em relação ao consumo] é de responsabilidade do operador do bar. Nós somos a marca apoiadora dos Jogos, mas a operação não é nossa. Assim como fizemos na Copa do Mundo, promovemos um treinamento de conscientização de consumo responsável para todos os operadores de bares de locais onde haverá competição", disse.
A empresa também afirmou que se encarregou de fazer material de divulgação que será sobre alertas de moderação e proibição para menores de 18 anos. Ele será espalhado em áreas comuns e instalações.
Nas cidades que serão sedes do torneio de futebol (Manaus, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília e Salvador), o recipiente temático não será distribuído. A cerveja será depositada dentro de um vasilhame comum, sem adorno.
O Comitê Rio 2016 e as autoridades de segurança responsáveis pela proteção nos Jogos Olímpicos definiram regras rígidas em relação à entrada de bebidas e comidas nas instalações.
Entrar com qualquer tipo de bebida é proibido. Os alimentos, só os não perecíveis, industrializados e dentro de sua embalagem original, lacrados, serão permitidos.
Além disso, o espectador pode portar até cinco frascos com 200 ml cada de outros conteúdos, também na embalagem original –desodorante, repelente e protetor solar, entre outros.
CIDADES DO FUTEBOL
Das sedes do torneio olímpico de futebol, apenas São Paulo ainda não havia conseguido liberação para a venda e o consumo de bebidas alcoólicas no estádio.
A Prefeitura, porém, informou que se baseará em uma lei federal para liberar a cerveja no campo.
Todas as demais, bem como todas as outras instalações dos Jogos, têm autorização para comercializar.
Na Copa do Mundo de 2014, a comercialização de cerveja foi feita normalmente nas 12 cidades-sede. (Fonte: Folha Uol)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O site Cruz das Almas News coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático.

Obrigado