segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Carlos Alberto Caó, autor da lei que tornou racismo crime inafiançável, morreu neste domingo (04)

Por: Agência Brasil
Morreu neste domingo(04/02) no Rio de Janeiro o jornalista e advogado baiano Carlos Alberto Caó de Oliveira. Militante desde a juventude, foi vice-presidente da UNE (União Nacional dos Estudantes) em 1963. Conhecido militante do movimento negro, ele é autor da chamada lei Caó, que tornou o racismo um crime inafiançável. Co-autora da lei, a deputada federal Benedita da Silva, do PT (Partido dos Trabalhadores) afirma que ela é importante até hoje:
Durante a ditadura militar, foi preso e torturado. Anos depois, se tornou presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro e, próximo da redemocratização, deputado constituinte pelo Rio de Janeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O site Cruz das Almas News coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático.

Obrigado