quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Polícia apura vídeo em que presos por matar e enterrar casal após estuprar mulher em Camaçari, são obrigados a fazer sexo

 Por: Cruz das Almas News - Com: G1 Bahia
A Polícia Civil da Bahia apura a gravação de um vídeo em que mostram Daniel Neves Santos Filho, 29 anos, e Carlos Alberto Neres Júnior, presos sob suspeita de matar um casal e estuprar a mulher, em Camaçari, na região metropolitana de Salvador, sendo obrigados por colegas de cela a fazer sexo oral entre si, dentro da cadeia onde estavam custodiados. A cena foi gravada pelos próprios detentos com um celular e divulgada em redes sociais.
A ação teria sido uma retaliação pelo crime. No vídeo, um dos presos que obriga os suspeitos a fazer sexo diz: "Fale: 'eu sou estuprador'. É assim que os caras fazem na cadeia". Nas imagens, também é possível ver que os detentos obrigam os dois suspeitos a baterem um no rosto do outro. Além disso, os dois ainda sofrem agressões dos colegas de cela, um deles leva um soco no estômago.
A Polícia Civil da Bahia informou que um inquérito foi aberto para apurar as circunstâncias em que o telefone celular chegou à carceragem da unidade policial.
Os presos que sofreram abuso foram levados para o Conjunto Penal de Salvador, administrado pela Secretária de Administração Penitenciaria e Ressocialização da Bahia (Seap).
Em nota, a Seap informou que eles encontram-se no centro de triagem e que, após essa etapa, irão para uma Ala específica de pessoas que cometeram o mesmo tipo de crime, separados do restante dos presos.O órgão disse que ainda não tem como informar se eles irão dividir a mesma cela, mas que a segurança dos dois será garantida. A Ordem dos Advogados do Brasil na Bahia (OAB-BA) divulgou nota de repúdio sobre o caso. Disse que a situação evidencia uma "completa ausência das autoridades que deveriam estar fiscalizando e zelando pela ordem e disciplina no ambiente e pela integridade dos custodiados".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O site Cruz das Almas News coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático.

Obrigado