terça-feira, 22 de agosto de 2017

VERGONHA: Nova Miss Brasil Monalysa Alcântara é alvo de racismo na internet "cara de empregadinha"

Por: Cruz das Almas News
A nova Miss Brasil, a estudante de administração Monalysa Alcântara, do Piauí, foi vitima de vários ataques racistas nas redes sociais. Na maioria, dos comentários alguns internautas lamentavam o fato de Monalysa ter desbancado a gaúcha e branca Juliana Mueller, segunda colocada. 

Monalysa é a terceira negra a sustentar a coroa do concurso, e desbancou outras 26 adversarias ficando com a faixa de Miss Brasil 2017 na noite desta sábado (19/08). 

De todos os comentários, o mais replicado e debatido foi o de uma usuária identificada como Juliana Porto, que disse que Monalysa tem “cara de empregadinha”. O comentário foi apagado pela usuária, mas vários internautas colocaram mensagens de repudio na perfil de Juliana.


Em 2016 foi aprovada uma lei que prevê como crime de racismo e discriminação qualquer ofensa do gênero na internet. Sendo assim, quem for acusado de preconceito por raça, cor, etnia, religião ou nacionalidade cometido por meio da internet, ou de qualquer outra rede de computadores destinada ao acesso público, poderá ser condenado a pena de reclusão de dois a cinco anos, além de multa.

A proposta foi aprovado na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) no dia 15 de julho de 2016 e atualiza a lei de racismo no Brasil, além de dar ao juiz a possibilidade de interditar mensagens ou páginas de acesso público.

CONFIRA ALGUNS DOS POSTS COM CRÍTICAS, ÓDIO E RACISMO CONTRA MONALYSA:



Nenhum comentário:

Postar um comentário

O site Cruz das Almas News coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático.

Obrigado