quarta-feira, 12 de julho de 2017

“Moro cometeria o suicídio jurídico se não concluísse a sua novela de enredo pré-determinado", afirma deputado Robinson Almeida

 Por: Assessoria de Comunicação
O deputado Robinson Almeida (PT-BA) protestou nesta terça-feira (12/07) ao saber que, mesmo sem provas, o juiz Sergio Moro condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva há nove anos e meio de prisão, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

“O triplex do Guarujá não é e nunca foi propriedade do presidente. Certamente Lula será absolvido no julgamento de segunda instância”, explicou o parlamentar. 

Segundo ele, depois do vazamento ilegal do áudio da conversa entre o Lula e Dilma e de conduzir o ex-presidente coercitivamente para depor, Moro deixou nítida a sua parcialidade em relação ao processo.

Para o deputado, Moro condenou Lula sem provas, pois o caminho que ele fez à frente da Lava Jato era sem volta. “Moro cometeria o suicídio jurídico se não concluísse a sua novela de enredo pré-determinado. É um julgamento político que deve ser repudiado por todo povo brasileiro”, afirmou Robinson.

Recentemente, Moro foi derrotado no Tribunal Regional Federal da quarta região de Porto Alegre. Alegando falta de provas, os juízes do tribunal absolveram Vaccari Neto, que havia sido condenado por Moro. “Esperamos o mesmo resultado do julgamento do recurso de Lula”, disse.

Os parlamentares que são aliados do governo comemoraram a notícia, que veio no mesmo dia em que a denúncia contra Temer é discutida na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados. 

“Tentaram desviar o foco da denúncia contra Temer e da aprovação da Reforma Trabalhista”, analisou Robinson, “além disso, estão assustados com a liderança de Lula nas pesquisas de intenção de voto para 2018”.    

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O site Cruz das Almas News coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático.

Obrigado