segunda-feira, 12 de junho de 2017

SSP lamenta perda do Investigador Álvaro Moraes o “Mestre Álvaro”

 Por: SSP/Bahia
Foto: Alberto Maraux
“Exemplo de homem, profissional impecável e inspiração para todos os policiais. Uma inestimável perda para a Polícia Civil”, lamentou o secretário Maurício Barbosa
Os profissionais da Segurança Pública da Bahia lamentam com imensa tristeza a morte do investigador Álvaro Moraes de Castro, ocorrida neste domingo (11/06). Exemplo para todos os policiais civis, o investigador de 75 anos, dedicou pouco mais da metade da vida à Polícia Judiciária e mais de 30 a formar delegados, escrivães e investigadores na arte de atirar com segurança, precisão e responsabilidade. A despedida ocorrerá no Cemitério Jardim da Saudade, em Campinas de Brotas, às 11h. 
Acumulava pouco mais de 300 títulos, quatro filhos, dois netos e milhares de amigos. Na semana passada, dia 3 de junho, Mestre Álvaro ganhou o seu último campeonato. Em Jequié, na segunda etapa do Campeonato Baiano de IPSC foi também onde ele passou mal. Ainda assim continuou competindo no sacrifício. Devido as fortes dores, diagnosticada depois como infarte, ele foi transferido para Salvador por uma equipe do Grupamento Aéreo (Graer) da Polícia Militar. No dia 10 recebeu alta e foi passar os últimos momentos ao lado dos seus familiares e amigos. 
“Exemplo de homem, profissional impecável e inspiração para todos os policiais. Uma inestimável perda para a Polícia Civil”, lamentou o secretário Maurício Barbosa, que ressaltou ainda a grande falta que o investigador irá fazer não só para os familiares e amigos, mas também para as próximas gerações da Polícia Civil. “O comprometimento, a dedicação, o zelo pelo trabalho e pela preparação dos mais novos. Será difícil encontrar outro profissional com tantos requisitos”, finalizou. 
O delegado-geral da Polícia Civil, Bernardino Brito, lastimou ao falecimento e se colocou à disposição da família.

Veja nota completa abaixo:

À família de Mestre Álvaro Castro e a todos os colegas da Polícia Civil da Bahia É inegável o sentimento de todos que tiveram a honra que conviver com o profissional eficiente e ser humano exemplar que foi Mestre Álvaro e agora nos deixa uma lacuna irreparável. Não creio na morte, somos eternos, mas sofremos com as separações. Mestre Álvaro sempre cortês, nunca expressou dificuldades, sempre pronto para servir. Onde ele estiver agora, que seja bem amparado e fortalecido para suportar a dor da separação. E entendo que, certamente, o estará por ter ensinado a tantos como se defender e, principalmente, a não ofender o seu semelhante. Muita luz para o irmão Álvaro e família que sofre neste momento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O site Cruz das Almas News coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático.

Obrigado