sexta-feira, 2 de junho de 2017

As Crônicas de Getúlio Augusto Pinto da Cunha: O QUE ACONTECEU COM O PAÍS DO CARNAVAL E FUTEBOL

 Por: Getúlio Augusto Pinto da Cunha - Foto: Internet

O Brasil já foi bastante conhecido e famoso como o país do carnaval e futebol. Mas, nos últimos tempos, outra atividade está chamando mais atenção do que as duas precedentes, no mundo todo: a situação política do país, tanto partidária, quanto governamental.
Nunca neste país falou-se e discutiu-se tanto de política e, sobretudo, de políticos! Assim, o Brasil tornou-se, na atualidade, o país da trilogia Carnaval, Futebol e Política, não necessariamente nessa ordem. Entretanto, existe uma grande diferença entre as três. O carnaval e o futebol, este último já com algumas restrições , são comentados e badalados pela beleza, pela arte, pelas cores, pela alegria, pela paixão que desperta nas multidões. A política, ao contrário, deixa bastante a desejar, os comentários são os piores possíveis. No geral, ouve-se falar apenas em corrupção, falcatruas, evasão de divisas, falsidade ideológica, estelionato, formação de quadrilhas e outras tantas. Todas pejorativas!
O que foi feito do nosso ufanismo nacional, para onde foi nosso orgulho patriótico? Um país que poderia ser uma das principais potencias mundiais, na atualidade continua com cara de terceiro mundo! Uma pecha que nos esforçamos tanto para nos livrar e que desejamos ainda venha a valer a pena num futuro não tão distante. Povo para isso nós temos. Bastará, apenas, nos livrarmos da classe política atual. Coisa nada fácil!
As cidades crescem de modo desordenado, as favelas proliferam por todos os lados. Os centros das grandes cidades de há muito entraram em decadência e foram descaracterizados. Hoje, temos que reconhecer, iniciou-se um trabalho para revigoração dos mesmos ou, na palavra da moda, requalificação. Mas, a cara ainda é de terceiro mundo. Exemplo disso é o caso das ‘cracolândias’ em São Paulo e Rio de Janeiro. Lixo por toda parte, poluição total, trânsito caótico, estradas esburacadas, sistemas de transporte ultrapassados, portos e aeroportos não conseguem atender às demandas. As escolas e universidades estão ‘órfãos de mãe e pai’. As instalações estão caindo aos pedaços, falta todo tipo de material, verbas são desviadas, professores e funcionários mal pagos. O tema ‘Greve’ passou a fazer parte da grade curricular.
A corrupção atinge todos os setores das atividades humanas. Pois é, o carnaval e o futebol não escaparam! A cada dia descobre-se algo novo. Infelizmente, até nisso o brasileiro é criativo, pelo lado negativo. Essa doença é gravíssima e não tem perspectiva de cura, pois já está incorporada ao DNA do brasileiro e é inata na política. Na perspectiva atual, se for descoberto algum “remédio” será paliativo, pois o caso é de epidemia. Ah! Se pelo menos servisse para o caso da política!... Por falar em política, os dicionários de língua ‘brasileira’ deveriam incluir, na definição de político, os termos: ”indivíduo eminentemente corrupto”.    
Considerando-se o sistema político partidário atual, o número de partidos é tão grande, que se pode dizer que é surreal – mais de trinta! Se não fosse tão pernicioso para o povo, seria até hilário! Bastante similar ao caso da religião, onde cada vez mais surgem novas igrejas e seitas. Cada um quer ter a sua para poder iludir e explorar os incautos e indefesos cidadãos e, assim, poder locupletar-se.

No exterior, a repercussão desses assuntos nos países desenvolvidos é assombrosa, apesar da situação em alguns deles também não ser das melhores.
Resta-nos o consolo de saber que a crise é geral, mas não total – ainda! Podemos esperar algo de bom adiante, mas para quando não se sabe. O bom exemplo dado pela seleção de Tite é um deles. Vamos torcer e batalhar para que haja salvação para nosso país do carnaval e futebol. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O site Cruz das Almas News coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático.

Obrigado