terça-feira, 1 de março de 2016

Vídeo: Mulher decapita criança e ameaça se explodir em Moscou

Uma mulher do Uzbequistão, identificada como Gulchekra Bobokulova, 39 anos, decapitou uma criança de quatro anos e ameaçou se explodir na entrada de uma estação de metrô de Moscou enquanto gritava "Allah Akbar" ("Alá é Grande"), na Rússia, nesta segunda-feira (29). 
Segundo o portal russo LifeNews , a uzbeque era babá da menina, identificada como Nastya M, e cometou o crime assim que os pais e o irmão mais velho da criança deixaram a residência.
Bobokulova ainda ateou fogo no apartamento da família, onde os bombeiros encontraram o corpo da menina sem a cabeça após apagarem o fogo.
O site conta que a reconstituição apontou que a criança foi morta enquanto estava dormindo e a cabeça decepada foi colocada em um saco plástico. Após atear fogo, ela saiu transtornada pelas ruas da capital e, em frente à estação Oktiabriskoie Pole, ameaçou ativar explosivos enquanto "louvava" Alá. A área foi interditada pelas autoridades e a mulher foi presa carregando a cabeça da menina nas mãos.
Exames apontaram a presença de material explosivo nas mãos e braços de Bobokulova, mas os investigadores ressaltam que pode ser apenas "a mistura combustível" que ela utilizou para colocar fogo no apartamento.
Ainda de acordo com o LifeNews , os pais da criança estão em estado de choque porque disseram que a babá era uma pessoa "profissional" e "confiável". Porém, ela estaria com problemas de relacionamento com seu marido, do qual estava se separando, e aparentava estar "nervosa" nos últimos tempos. Não há ligações terroristas aparentes no caso.(Terra Brasil)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O site Cruz das Almas News coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático.

Obrigado