quarta-feira, 2 de março de 2016

Três amigos estão desaparecidos há um mês após irem a bar em Barreiras


Jovens não são vistos há um mês no oeste da BA (Foto: Reprodução/ TV Oeste)
Três amigos que saíram juntos para ir a um bar em Barreiras, no oeste da Bahia, estão desaparecidos há um mês. O caso aconteceu no dia 3 de fevereiro. Os familiares de Thiago Santos Brito, 20 anos, Paulo Vieira da Silva, 34 anos, e Jaidir da Costa Lima, 29 anos, estão preocupadas. O caso é investigado pela Polícia Civil. Até esta quarta-feira (2), a polícia não tinha pistas dos três rapazes.
Segundo os familiares, Tiago, Paulo e Jaidir foram com um carro e uma motocicleta para um bar no povoado de Rio das Pedras, em Barreiras, a cerca de 40 km da cidade de Luís Eduardo Magalhães, onde o desaparecimento foi registrado na delegacia local. A Polícia Civil em Barreiras também investiga o caso. Um carro usado pelos amigos foi encontrado do município. A moto usada por um dos desaparecidos ainda não foi localizada.
A irmã de Thiago, Celma Brito Suzart, diz que a família tentou buscar informações sobre os desaparecidos, mas ninguém tinha informações. "Fomos até o povoado, procuramos por tudo, pedimos informações das fazendas mais próximas e ninguém sabe nem viu nada", afirma.
O pai de Jaidir, Odilon Pereira, está inconformado com a situação. "A polícia não sabe, ninguém viu. Ninguém sabe? Que mistério é esse? Isso não pode acontecer", reclama.
A mãe de Paulo, Geralda da Silva, também está desesperada com o sumiço do filho. "Eu quero meu filho de qualquer jeito. Já fazem muitos dias. Não estou aguentando mais desse sofrimento, de jeito nenhum", lamenta. (G1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O site Cruz das Almas News coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático.

Obrigado