sexta-feira, 4 de março de 2016

Nove pessoas presas e sete armas apreendidas em Camaçari

Major PM Rodrigues, da Cipe/Polo, Thaís Siqueira, titular da 18ª Delegacia Territorial (DT/Camaçari), coronel Henrique Melo, comandante do 12º Batalhão da Polícia Militar (BPM), Maria Tereza Santos, titular da 4ª Delegacia de Homicídios (DH/ Camaçari), e major PM César Albuquerque, da Rondesp/RMS.
Nove pessoas presas e sete armas, drogas e munições apreendidas. Este foi o saldo da quinta etapa da Operação Camaçari em Paz, apresentado à imprensa, nesta quinta-feira (3), no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Ação conjunta das polícias Civil e Militar, ela foi deflagrada na terça-feira (1º) e desarticulou uma quadrilha responsável por homicídios, tráfico de drogas e roubos na região.
O principal alvo era Lucas Santos dos Anjos, o Osso, autor de dois homicídios e um latrocínio, que tinha um mandado de prisão em aberto pela morte de Yuri Ivis Mendes dos Santos, de 13 anos, ocorrido em 25 de fevereiro de 2015, na Praça Canudos, em Camaçari. Ilton Santos Leal foi morto por ele, em março de 2015, por dívida de drogas e a vítima de latrocínio foi o vigilante Adailton Souza Santos, 41, em 18 de novembro do ano passado.
Outro preso, Jean Carlos Góes dos Santos, é acusado de assassinar Uemerson Florentino dos Santos. A motivação do crime ainda é investigada. Os demais presos são: Enaldo Rodrigues da Costa Júnior, Naldir Francisca de Oliveira Nascimento, Edvan Francisco dos Santos, Joabson Bezerra Nascimento, Artur de Andrade Costa, Dourielson da Silva Rodrigues e Wellington Souza, envolvidos com assaltos e tráfico de drogas.
A operação ocorreu nos bairros do Limoeiro, Verde Horizonte, POC, Nova Vitória e Piaçaveira. Uma submetralhadora 9 mm, de fabricação artesanal, uma pistola 380, cinco revólveres calibre 38, maconha, crack, cocaína e munições foram apreendidas. Dois adolescentes de 16 e 17 anos também foram apreendidos na ação, que terá continuidade durante a semana.
Participaram da coletiva de imprensa, as delegadas Maria Tereza Santos, titular da 4ª Delegacia de Homicídios (DH/ Camaçari), e Thaís Siqueira, titular da 18ª Delegacia Territorial (DT/Camaçari), o coronel Henrique Melo, comandante do 12º Batalhão da Polícia Militar (BPM), o major PM Rodrigues, da Cipe/Polo, e o major PM César Albuquerque, da Rondesp/RMS.
Um dos presos, Wellington não foi apresentado à imprensa, pois ficou ferido durante troca de tiros com policiais e encontra-se custodiado no Hospital Geral de Camaçari (HGC). Os criminosos foram autuados por tráfico de drogas e porte ilegal de arma e encaminhados ao sistema prisional. O material apreendido será periciado pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O site Cruz das Almas News coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático.

Obrigado