segunda-feira, 14 de março de 2016

As Crônicas de Paulo Cezar Lemos: CAINDO O GOVERNO DILMA, PARA ONDE IRÃO OS MILHARES DE COMPANHEIROS COM CARGOS COMISSIONADOS?

Desde algum tempo o governo federal prometeu uma reforma administrativa que nunca saiu e nunca vai sair. Cortar ministérios e desempregar os companheiros? Nunca. O PT não está preparado para deixar o governo. Esta é uma grande verdade. Milhares de militantes petistas perderão os cargos de confiança que garantem aos ocupantes mais que um emprego, pois é uma atividade com expedientes magros e salários obesos. É o passaporte para desfrutar feriadões a cada 15 dias e a certeza de uma vida mansa. Esta turma que recebe DAS (cargo de direção e assessoramento), chegando a 22 mil reais e CD (cargo de direção), até oito mil reais, não se tocou nem um pouco com as ameaças aos programas da Bolsa Família ou do Fome Zero. O que tirou o sono destes manhosos foi a iminente desativação da mais bem sucedida pilantragem assistencialista forjada pelo lulopetismo: o programa Desemprego Zero Pró-Companheirada, bancada pelos 39 ministérios. Só em Brasília existem 20 mil cargos de confiança, ocupado por petistas e partidos coligados. Pessoas que foram requisitadas de vários estados e que terão que voltar para casa e disputar empregos em suas localidades de origem, com a queda do PT. Isto assusta! Estas benesses estão mais difundidas no Ministério da Educação com a criação das novas universidades. Cálculos aproximados apontam para 130 mil cargos comissionados, no todo, alimentando petistas. Nas universidades, os CDs são ofertados a funcionários públicos estabilizados e que recebem esta “ajudinha” por estar no guarda chuva petista e desfrutar do círculo de amizade de algum dirigente. Quanto aos DAS (até 22 mil reais), pode ser qualquer pessoa que não esteja em emprego público, como sindicalistas, MST,ONGs e outros movimentos sociais. Aliás, é forte a presença de representantes do sindicalismo nos cargos de confiança mais cobiçados do governo federal ─ com salários que podem chegar a R$ 22 mil. Segundo levantamento da cientista política Maria Celina D’Araújo, da PUC-RJ, autora de “A Elite Dirigente do Governo Lula”, quase metade da nata desses postos, para os quais não se exige a realização de concurso público, é ocupada por sindicalistas. Estes apaniguados defendem com unhas e dentes a manutenção do PT no poder. Não é pensando no pobre da bolsa família e muito menos no negro das cotas raciais, mas em seu próprio bolso. Durante as manifestações petistas, financiam ônibus, sanduiches, suspendem as aulas para liberar os alunos e professores das atividades escolares, implantam um dia de ponto facultativo para deixar livres os funcionários das prefeituras e coisas parecidas, falam “merda” na mídia, prometem ataques às pessoas de bem; enfim, demonizam tudo o que ameaçar seus bolsos. Cada detentor de um CD ou DAS passa a ser um verdadeiro THOR para manter o PT no governo. Por isto mesmo, a oposição é encarada com ódio. É o inimigo que pode lhe retirar a boa vida de elite e que os pobres de forma tola e ingênua sustentam com sua ignorância calculada e alimentada por estes abutres humanos. 

(É proibida a reprodução total ou parcial deste textos,por qualquer meio, sem prévia autorização do autor ou do editor do www.cruzdasalmasnews.com.br sob as penas previstas em lei).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O site Cruz das Almas News coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático.

Obrigado