terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Saúde da mulher: Existem alternativas aos tradicionais absorventes?

A maioria das mulheres convive mensalmente com os tradicionais absorventes, sejam internos ou externos. Mas estão surgindo alternativas a esses produtos, ainda pouco populares no Brasil. Vivemos em uma era moderna em que a maioria das mulheres usa diferentes tipos de absorventes que contêm produtos químicos e poluentes. E são cada vez mais frequentes os casos de reações alérgicas a esses produtos.
Absorventes reutilizáveis sempre existiram, mas eles retornaram de uma forma diferente, com design moderno e bonito. Eles são livres de produtos químicos, ecológicos e econômicos. Além disso, é uma alternativa para reduzir o impacto ambiental. Uma mulher utiliza mais de 11.000 absorventes descartáveis na vida. Além de embalagens, aplicadores e fitas. Todo esse lixo vai para os aterros sanitários ou para o mar. Seguem as opções mais frequentes:
O Mooncup é um coletor, um copo feito de silicone, isento de látex, hipoalergênico e não contém corantes, alvejantes ou toxinas. Por não ser absorvente, não causa secura e não altera o equilíbrio da flora vaginal. Um selo evita vazamentos e ajuda na retirada do copo. No entanto, são necessários alguns cuidados. O copo deve ser usado por um máximo de oito horas por vez e, depois de esvaziá-lo, é recomendada a esterilização com comprimidos especiais ou em água fervendo durante três minutos. O Mooncup tem marcas de medição, permitindo às mulheres relatar com precisão a perda de sangue menstrual com o seu médico ou ginecologista. A sua duração é de, aproximadamente, dez anos. 
As esponjas naturais são outra opção. Essas esponjas, especialmente tratadas, também são reutilizáveis. Elas são completamente limpas, desinfetadas e secas antes de serem vendidas. Para utilizá-las, é preciso primeiro mergulhá-las em água quente. A esponja irá se expandir e se adaptar ao formato da vagina. Durante o ciclo menstrual, as mulheres devem tirá-la e lavá-la com água, quando precisarem. Depois, a esponja deve ser mantida imersa em água durante a noite e, depois, enxaguada e seca antes de ser guardada.
As toalhas íntimas são feitas de algodão e eram muito usadas por mulheres antes da popularização do absorvente descartável. Existem toalhas em diferentes formatos e cores, que são vendidas de diversas maneiras ou podem ser fabricadas em casa. As adeptas desse método dizem que ele é mais confortável do que os absorventes sintéticos e não irritam a pele. As toalhas também podem ser lavadas e reutilizadas.
Existem também absorventes tipo fralda. São produtos facilmente encontrados na internet, mas não devem ser confundidos com as fraldas para adultos. São semelhantes a uma calcinha, mas têm propriedades absorventes e não mancham. Também podem ser reutilizados e lavados normalmente com a roupa íntima. O design desse tipo de absorvente é parecido com o de absorventes descartáveis. Eles são feitos de material antibacteriano que absorve os fluidos. (IBahia)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O site Cruz das Almas News coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático.

Obrigado