terça-feira, 1 de setembro de 2015

Condenados por adultério levam chibatadas no Afeganistão

Uma mulher e um homem acusados de adultério foram condenados a receber 100 chibatas no Afeganistão, de acordo com a agência Reuters. A mulher recebeu a sentença de um juiz ajoelhada na frente de dezenas de homens, que filmaram e fotografam a cena. O homem tido como amante da acusada recebeu a mesma punição.
O caso aconteceu na segunda-feira (31) na província de Ghor. "Eles mantiveram relações por muito tempo, mas só foram presos no início do mês", afirmou o porta-voz do governo Seema Jowenda, segundo o jornal "Daily Mail". "A punição deles é baseada na lei sharia e servirá para ensinar uma lição aos outros", afirmou Jowenda.
Sistema de leis
A sharia, ou lei islâmica, foi criada centenas de anos após a morte do profeta Maomé e é o mesmo sistema de leis que rege todos os outros aspectos da vida de um muçulmano.
Há, nesse conjunto de regras, princípios fixos (que versam sobre questões mais pessoais, como casamento, ritos religiosos, heranças etc.) e princípios mutáveis (como penas para diferentes tipos de crimes), que podem ser interpretados e aplicados de acordo com a vontade de cada país ou corte que adote o sistema de leis islâmicas. (G1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O site Cruz das Almas News coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático.

Obrigado