sábado, 22 de agosto de 2015

As Crônicas de Paulo Cezar Lemos: GOVERNO EFICIENTE É O GOVERNO QUE ROUBA, MANIPULA INVESTIGAÇÃO E ABSOLVE OS COMPANHEIROS.

O atual governo vem praticando a máxima de fazer o povo de idiota, estabelecendo um nível de corrupção jamais visto na face da terra. O pior é que os petistas encontraram no brasileiro a matéria prima ideal para aplicar e difundir a idiotização, encontrando campo fértil até no ambiente universitário, onde diplomas estão sendo entregues a analfabetos funcionais. Discussões em ambientes sociais revelam indivíduos fortemente convictos, inflexíveis, mas capazes de desenvolver apenas uma idéia, e dos outros, e ainda se agarrar à mesma. O atual governo, sujo devido o altíssimo nível de corrupção, se tornou um verdadeiro imã para atrair sujeiras. Políticos que estão para ser detonados encontram no PT o seu aconchego, desde quando é público e notório a submissão de parte do poder judiciário ao executivo. A sujeira petista tem arrasado a juventude brasileira, promovendo o analfabetismo universitário, tem causado “verdadeiros homicídios” nos hospitais, pelo estado de calamidade em que se encontra a saúde e fertilizando uma silenciosa guerra civil onde homicídios se tornaram comuns até nos lugares mais remotos da zona rural, antes considerados “sossegados”. Segundo o colunista Reinaldo Azevedo está em curso uma “mega-armação” em Brasília para livrar a cara dos verdadeiros responsáveis pelo petrolão e culpar os suspeitos de sempre. A armação é gigantesca, bem urdida e nem sempre fácil de entender. Mas os passos estão sendo dados.1: Rodrigo Janot livraria a cara de Renan Calheiros, não oferecendo denúncia contra o presidente do Senado — também se safariam os senadores petistas Humberto Costa (PE) e Gleisi Hoffmann (PR); 2: Renan faria valer a sua influência no Senado para aprovar a recondução de Janot ao cargo 3: Mas não só! Renan precisa se livrar da Lava Jato porque é a nova âncora de estabilidade escolhida pelo Planalto. De quebra, ele “influenciaria” três votos no TCU, antes contrários a Dilma: Bruno Dantas, Raimundo Carreiro e Vital do Rêgo. O primeiro passo do sonho já começa a ser realidade. O TCU já anunciou o adiamento da votação do relatório. Tudo isto está acontecendo, escudado pelo Palácio do Planalto. Como disse Gandhi: “Se ages contra a justiça e eu te deixo agir, então a injustiça é minha”. Mas, deveriam lembrar que os tiranos acabam vítimas da fraqueza das leis que eles mesmos corromperam. A ausência de estadistas como o Dr. Ulysses Guimarães está fazendo muita falta ao Brasil neste momento de desconstrução do poder judiciário. Se o TCU aprovar as “pedaladas” gigantescas da atual presidente ele não serve para continuar atuante. O TCU é composto por uma grande quantidade de funcionários públicos e assessores, todos recebendo salários pagos com o dinheiro arrecadado de impostos dos brasileiros, mas, parece não atuar no momento que deve. A estes senhores vale lembrar que grandes homens não vendem seus valores, morrem por eles e que um juiz não é nomeado para fazer favores com a justiça, mas para julgar segundo as leis. Cervantes já dizia: “Se, por vezes, o juiz deixar vergar a vara da justiça, que não seja sob o peso das ofertas, mas sob o da misericórdia”. O procurador da República, Janot notificou o Presidente da Câmara de Deputados – Eduardo Cunha, que tem sido uma “pedra no sapato” do governo Dilma, colocando em votação, pautas esquecidas há décadas. Mas, o referido procurador não sinaliza em notificar também o Presidente do Senado, Renan Calheiros, igualmente investigado por corrupção, e que fez um acordão com o governo petista. A acusação só está sendo de um lado, o que Rui Barbosa já chamava atenção: “A justiça, cega para um dos dois lados, já não é justiça. Cumpre que enxergue por igual à direita e à esquerda”. Poucos brasileiros estão informados sobre tais assuntos, principalmente por falta de tempo, além de muito cansaço ao chegar em casa após trabalhos extenuantes. Desta forma, sem instrução, as melhores leis se tornam inúteis. Para finalizar, será lembrado o que disse João Paulo II: “A paz exige quatro condições essenciais: verdade, justiça, amor e liberdade”. Com a falta da verdade o PT implantou no Brasil o ódio entre as pessoas. Já não dá para discutir, explanar idéias. Está crescendo rapidamente o número de pessoas com uma só opinião, inflexíveis, arrogantes e detentores de uma estranha verdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O site Cruz das Almas News coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático.

Obrigado