sexta-feira, 24 de julho de 2015

As Crônicas de Paulo Cezar Lemos: Podemos

Podemos é um partido de extrema-esquerda que surgiu há pouco mais de um ano na Espanha e já é o favorito nas eleições gerais. Em Madri há uma mudança radical, sobretudo porque o Partido Popular, sigla conservadora do primeiro-ministro Mariano Rajoy, deixa o governo após 24 anos à frente da capital. Quem entra é Manuela Carmena, uma juíza aposentada de 71 anos com uma longa luta contra despejos de pessoas que não conseguem pagar hipotecas. Vai cortar pela metade o seu próprio salário, que passará de € 94 mil para € 45 mil euros anuais, o de secretários e de altos cargos. Em Barcelona quem assume é a ativista política Ada Colau, de 41 anos. Ela é líder de um movimento que impediu centenas de execuções de ordens de despejo na cidade, chegando a ser presa por isso. Também vai reduzir seu salário para € 2.200. A nova prefeitura de Cádiz, no extremo sul da Espanha, em mãos do PP por duas décadas, passa agora o comando a um professor de geografia de 39 anos, um dos mais jovens prefeitos, também do Podemos. Ele garantiu o fornecimento de luz e água grátis a todas as casas de Cádiz e manterá o seu salário de professor, de € 1.800. Em nosso país o que se constata é que os políticos têm super salários além de uma infinidade de verbas para tudo; gasolina, deslocamento, assessores e muito mais. De vereador a presidente da república, não se constata no Brasil, uma atitude individual de um político no sentido de promover alguma melhoria a partir de suas extensas e gordas verbas. Estão sempre atrás das verbas públicas obtidas a partir dos já tripudiados e humilhados trabalhadores brasileiros. As pessoas não confiam nos políticos. Os integrantes da elite política, aqueles que ocupam ou almejam ocupar os cargos de poder da estrutura de Estado, são vistos como interesseiros, oportunistas, inconfiáveis, desprovidos de princípios, egoístas e, mesmo, corruptos. Na atividade política, encontram vantagens pessoais, prebendas e mordomias. Um fosso os separa dos cidadãos comuns, que vivem do próprio trabalho e enfrentam as dificuldades do dia-a-dia. O grande problema é que estas pessoas que trabalham e geram impostos para mover as engrenagens da nação se resume a uma população ordeira, servil e desinformada e que receia, acima de tudo, o isolamento social, o que os leva a se adaptarem às opiniões que julgam predominantes e a silenciar posições dissidentes. É sabido que aqueles que pensam diferente se calam, temendo o isolamento, caracterizando uma espécie de roda viva do cinismo. A mídia, principalmente a TV que poderia causar uma mudança revolucionária nesta situação, oferece ao cidadão uma programação falida, destituída de conteúdo cultural, apenas idolatram músculos, em lugar de admirar cérebros, de tal forma que o vestuário mais comercializado no Brasil são camisetas de times de futebol, onde a população é continuamente idiotizada pelos meios de comunicação que buscam canonizar os jogadores, numa caminhada frenética para uma falência de cérebros. A população fragilizada busca reunir-se em tribos; em casa, bares e restaurantes para assistir de domingo a domingo, os jogos, buscando proteção de amigos se forem derrotados e encontrar apoio para humilhar os outros se forem vitoriosos. É preciso alimentar o ego, vaidades e individualismo, símbolos máximos do mundo atual. Um público informado, que possa avaliar de maneira mais crítica a classe política, está fazendo muita falta e tem conduzido há uma decadência dos governantes. Grandes nomes da história contrastam-se com os fracos líderes da atualidade. Não se pode comparar George Washington, Thomas Jefferson e Abraham Lincoln a Bill Clinton ou George Bush, Winston Churchill a Tony Blair, assim como Juscelino Kubitschek a Lula da Silva. No governo deste último, aconteceu o mensalão e o petrolão, manchas negras que envergonharão para sempre a honra dos brasileiros. O povo confiava nos políticos confiáveis do passado e desconfia dos atuais, inconfiáveis. NOS DIAS DE HOJE AS ELEIÇÕES DE VEREADOR A PRESIDENTE PODEM SER COMPARADAS AO ESPORTE DOS HIPÓDROMOS. NINGUÉM ESTÁ INTERESSADO NO QUE O CAVALO ESTÁ PENSANDO, O QUE IMPORTA É SABER QUEM VAI CHEGAR NA FRENTE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O site Cruz das Almas News coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático.

Obrigado