06/05/16

Dois corpos em estado de decomposição foram encontrados na zona rural da cidade de Laje

Dois corpos foram encontrados na comunidade da Gameleira Zona rural da cidade de Laje no Recôncavo baiano. Segundo informações da Polícia Militar, as vítimas, uma jovem de identidade não revelada e um homem identificado como Ednei Debleide, foram encontradas por moradores no final da tarde desta quinta-feira (05/05) e estavam em estado de decomposição. Uma equipe da Polícia Técnica foi acionada para fazer o levantamento cadavérico e encaminhamento para o DPT de Santo Antônio de Jesus onde serão necropciados.(Voz da Bahia)
Compartilhar:
Mais informações »

05/05/16

Governo do Estado paga Prêmio por Desempenho Policial nesta sexta

O Governo do Estado vai pagar nesta sexta-feira (06/05) R$ 16 milhões de premiação para 10.377 policiais (civis e militares) que conseguiram, com suas atuações, reduzir os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) na Bahia, no ano de 2015. Criado em 2011 para estimular, reconhecer e valorizar o desempenho dos servidores no combate à criminalidade, o  Prêmio por Desempenho Policial (PDP) foi ampliado pelo governador Rui Costa, passando a ser realizado duas vezes por ano, a partir de 2016.
 
Os policiais premiados conseguiram reduzir os índices de criminalidade em 21 Áreas Integradas de Segurança Pública (Aisp), de um total de 52 existentes no Estado. As áreas Integradas são divisões territoriais policiadas por um conjunto de unidades de segurança.
 
Dentre as Aisps premiadas, 19 alcançaram até 57% de redução na quantidade de CVLI (homicídios, latrocínio e lesão corporal seguida de morte), ultrapassando a meta de 6% de decréscimo em relação ao anterior. Outras duas Aisps premiadas conseguiram diminuir os crimes em 3%, atingindo 50% da meta.
 
Também conseguiram bater a meta  PMs e Policiais Civis pertencentes a quatro Regiões Integradas de Segurança Pública (Risps), que é o conjunto de várias Aisps. As Risps Atlântico, Central, RMS e Sul foram as primeiras colocadas.
 
“Essa é mais uma iniciativa do Governo do Estado na valorização do trabalho incansável desempenhado pelas forças de segurança da Bahia. Implementamos esse modelo de premiação, comum em grandes empresas privadas, e conseguimos reduzir nossas taxas de homicídios por 100 mil habitantes”, explicou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.
 
As Áreas Integradas que obtiveram redução nos índices de criminalidade são formadas por 88 unidades policiais de todo Estado (Delegacias Territoriais-DT, Companhia Independente da Polícia Militar –CIPM, Batalhões da PM, Coordenadorias de Polícia, dentre outros). Dentre as Aisps premiadas, destacam-se as dez áreas que conseguiram maior diminuição nos índices.
 
A Aisp 16 (Pituba), composta pela 13ª CIPM, 35ª CIPM e 16ª Delegacia, obteve o maior percentual de redução, com 57,1% de diminuição dos Crimes Violentos Letais Intencionais, em 2015, na comparação com o ano anterior. Em números absolutos, a redução mais significativa foi a da Aisp 36 (Feira de Santana), composta pela 1ª Coordenadoria de Polícia do Interior, pelas 64ª, 65ª, 66ª e 67ª CIPM e pela Coordenadoria Regional de Polícia Técnica. A Área Integrada conseguiu reduzir 73 casos de CVLI (homicídios, latrocínio e lesão corporal seguida de morte), no ano passado. Confira abaixo as dez primeiras colocadas.
 
 Policiais Premiados- Do total de premiados, 8,6 mil são soldados da PM, tendo recebido o prêmio máximo de R$ 3 mil, mesmo valor pago para 604 oficiais da PM e a 193 delegados. Também foram premiados com o maior valor 65 peritos criminais, 52 peritos médicos legistas e 10 peritos médicos odonto legais. Também foram premiados 1.043 investigadores de polícia, 307 escrivães e 72 peritos técnicos de polícia, todos recebendo R$ 2.100.
 
Entre as corporações, a Polícia Militar teve o maior valor de premiação, com um total de R$ 13,2 milhões, seguido pela Polícia Civil com R$ 2,8 milhões (incluindo o DPT). A PM apresentou um número expressivo de premiados em função de possuir um contingente maior que a Polícia Civil.
 
Com base na legislação que instituiu o Prêmio de Desempenho Policial (Lei Estadual 12.371/2011), os ganhadores são identificados pelo Governo do Estado entre aqueles que alcançaram a meta de redução, estabelecida pelo comitê executivo do programa Pacto pela Vida. A meta estabelecida este ano era de uma redução de 6%, sobre o índice de 2014.
 
 
 As cinco Aisps que apresentaram maior redução percentual da meta
 
1º ) Aisp 16 -Pituba (-57,1%);
2º) Aisp 49 -Santa Maria da Vitória (-28,9%);
3º) Aisp 23 - Lauro de Freitas (-25,4%);
4º) Aisp 32 - Brumado (-24,3%);
5º) Aisp 48- Rio Real (-23,8%);
 
As cinco Aisps que obtiveram maior diminuição da meta em números absolutos
 
1º) Feira de Santana (-73);
2°) Eunápolis (-69);
3°) Ilhéus (-56);
4º) Tancredo Neves (-43);
5º) Itabuna (-36);
Compartilhar:
Mais informações »

Castro Alves: Homem é preso com vasto material explosivo

Um homem identificado como Edílson Jardim Silva foi preso por policiais militares da cidade de Castro Alves no Recôncavo baiano distante a cerca de 190 Km de Salvador na madrugada desta quinta-feira (05/05). Segundo informações, a guarnição estava em rondas pela cidade quando avistou um veiculo Saveiro estacionado próximo a um posto de gasolina. Os policiais então abordaram Edílson motorista do Saveiro e encontraram no veiculo uma carga de explosivos contendo, 300kg de explosivo granulado, 500 metros de cordel detonante, e 150 conjuntos montado estopim espoleta.
Segundo informações, a carga vinha de Minas Gerais e seria entregue a um homem em Castro Alves que a encaminharia para Feira de Santana.
O caso foi registrado na delegacia de Santo Antônio de Jesus.
Compartilhar:
Mais informações »

Draco prende mais um traficante em São Francisco do Conde,Região Metropolitana

Mais um traficante foi preso, na quarta-feira (04/05), durante uma operação deflagrada pelo Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), em São Francisco do Conde, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Trata-se de Ronald da Silva Ferreira, o Júnior, de 18 anos, responsável por guardar as drogas e o armamento da quadrilha.
De acordo o diretor adjunto do Draco, delegado Alexandre Narita, Ronald é o quinto integrante do bando, liderado pelo traficante Denílson Amorim dos Santos, o Deninho Demônio, que cumpre pena no Presídio Regional de Feira de Santana, a ser preso.
Ronald foi capturado na localidade da Muribeca, em São Francisco do Conde, com uma pistola calibre 380, um revólver calibre 32 e uma espingarda calibre 12, além de 100g de cocaína. Ele foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo e em seguida encaminhado ao sistema prisional. (Ascom/PC)
Compartilhar:
Mais informações »

Quadrilha é capturada com armas e drogas em Itatim

Através de denúncia, policias da Delegacia Territorial de Itatim, município distante 132 quilômetros de Salvador, prenderam ontem (04/05) Junival Brito, Alex Brito, Érico Lima e Érica Lima, integrantes de uma quadrilha que vinha cometendo assaltos em cidades da microrregião de Feira de Santana, no Centro Norte baiano.
Ao realizar buscas na residência onde se encontrava o quarteto, os investigadores encontraram cinco espingardas de fabricação artesanal adaptadas para o calibre 12 com grande quantidade de munição, um revólver 32 com numeração parcialmente suprimida, além de 54 pedras de crack, quatro aparelhos de telefone celular, duas facas tipo peixeira e R$ 385,00.
A quadrilha foi apresentada e autuada em flagrante pelo delegado titular da DT de Itatim, Alex Wendel, e já se encontra recolhida na carceragem da unidade, à disposição da Justiça.(Ascom/PC)
Compartilhar:
Mais informações »

Operação cumpre mandados em Rio Real

Uma operação da Polícia Civil, deflagrada nas primeiras horas desta quinta-feira (05/05), cumpriu seis mandados de busca e apreensão e um de prisão, em diferentes endereços da cidade de Rio Real, e resultou nas prisões cinco criminosos. Meio quilo de maconha, um revólver calibre 38 e munições diversas também foram apreendidos.
Além dos irmãos Edvânio, André e Uemison da Silva Santos, também foram presos Deivson Andrade de Novais e Domingos Guimarães Rocha. A ação envolveu equipes das Delegacias Territoriais (DTs) de Rio Real, Catu, Alagoinhas, Itapicuru, 2ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) e Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), sediadas em Alagoinhas
A maconha foi apreendida com Edvanio, André e Uemison, que atuam no tráfico de drogas, na localidade de Vila do Sapo, em Rio Real. Deivson tinha mandado de prisão preventiva em aberto por um homicídio praticado no dia 6 de dezembro de 2015, também relacionado ao tráfico. Já Domingos foi flagrado com a arma e as munições. Os cinco serão conduzidos ao Presídio de Feira de Santana.(Ascom/PC)
Compartilhar:
Mais informações »

Polícia prende casal de Cruz das Almas por furto a lojas em Camaçari

 Segundo informou a polícia, pelo menos três empresários de diferentes lojas do centro da cidade reconheceram produtos que foram furtados de diferentes lojas.
Paulo Sérgio Oliveira Ramos dos Santos, 27 anos, e Mariana Coelho Ferreira, 30 anos, ambos ex moradores de Cruz das Almas no Recôncavo baiano, foram presos por volta das 17h30 deste quarta-feira (04/05) em Camaçari acusados de furtos.
Segundo informações, os policiais estavam em rondas pela rua Francisco Drummond centro da cidade quando o proprietário de uma loja informou que um casal havia acabado de assaltado seu estabelecimento.
Os policiais conseguiram alcançar a dupla e encontraram uma mochila contendo os seguintes materiais furtados de varias lojas...
01 perfuma, 03 óculos, 02 bolsas, 02 garrafas térmica, 01 tintura para cabelos e 01 ativador, 01 escova de cabelo, 03 sutiã, 02 blusas femininas, 01 vestido, 01 touca de cabelo, 01 pote de ketchup+maionese, 05 argolas, 02 pulseiras, 01 anel, 01 penca de chaves, 01 celular Samsung e R$ 497,50 em dinheiro.
Todo o material apreendido, os autores do roubo e as vítimas (dono das lojas assaltadas) foram encaminhados a Delegacia Territorial. (Com informações do Bahia no Ar)


Compartilhar:
Mais informações »

Sem Neymar, Dunga divulga lista de convocados para a Copa América Centenário

O técnico da seleção brasileira, Dunga, anunciou, na manha desta quinta-feira (05/05), os 23 jogadores que vão disputar a Copa América Centenário, em junho, nos Estados Unidos. A lista foi divulgada em coletiva na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), no Rio de Janeiro. A principal ausência para o torneio é o atacante Neymar, que não foi liberado pelo Barcelona e vai jogar apenas os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em agosto. 
 
Confira a relação completa: 
 
Goleiros: Alisson (Internacional), Diego Alves (Valencia) e Ederson (Benfica)
 
Laterais: Daniel Alves (Barcelona), Fabinho (Monaco), Filipe Luís (Atlético de Madrid), e Douglas Santos (Atlético-MG)
 
Zagueiros: Miranda (Internazionale), Gil (Shandong Luneng), Marquinhos (PSG) e Rodrigo Caio (São Paulo)
 
Volantes: Luiz Gustavo (Wolfsburg), Elias (Corinthians) e Casemiro (Real Madrid).
 
Meias: Renato Augusto (Beijing Guoan), Rafinha Alcântara (Barcelona), Willian (Chelsea), Lucas Lima (Santos), Philippe Coutinho (Liverpool) e Douglas Costa (Bayern de Munique).
 
Atacantes: Ricardo Oliveira (Santos), Hulk (Zenit) e Gabriel (Santos).
 
(Bocão News)
Compartilhar:
Mais informações »

Teori concede liminar e suspende Eduardo Cunha do cargo de deputado

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), preside sessão de votação do Projeto de Resolução 134/16, que determina o recálculo da proporcionalidade partidária para a composição de comissões - 27/04/2016(Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu liminar na manhã desta quinta-feira (05/05) determinando que o presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ) seja suspenso de seu mandato parlamentar e, consequentemente, da presidência da Casa legislativa. De acordo com a decisão, Cunha continua deputado e com foro privilegiado, mas está com o mandato suspenso.
A liminar de Teori Zavascki atende a um pedido do procurador-geral da República Rodrigo Janot, que em dezembro pediu o afastamento do parlamentar por considerar que há indícios suficientes de que o peemedebista tem utilizado o cargo de congressista para travar investigações contra ele e envolvendo o bilionário escândalo de corrupção do petrolão. Uma das fases da Operação Lava Jato, denominada Catilinárias, foi deflagrada no final do ano passado para colher provas contra políticos suspeitos de atuar para blindar as apurações do petrolão.
Ao pedir o afastamento do deputado, Janot defendeu que a medida era crucial para "garantir a ordem pública", a regularidade das investigações e a atuação normal das investigações do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar. O Ministério Público diz que as suspeitas contra Eduardo Cunha são "anormais" e que as acusações contra ele de manter dinheiro de propina em contas secretas na Suíça e de ter recebido propina de operadores do esquema do petrolão podem acarretar a perda do mandato. Ao todo, Rodrigo Janot diz ter reunido onze situações em que Eduardo Cunha usou seu mandato para travar ou pelo menos atrasar as investigações da Lava Jato.
Publicidade
Desde o ano passado, o MP tinha montado uma ofensiva em busca de provas cabais da atuação de Eduardo Cunha para travar a Operação Lava Jato, intimidar desafetos, utilizar aliados em prol de seus interesses e direcionar processos de criação de leis em benefício próprio. Na peça enviada ao ministro Teori Zavascki, o chefe do Ministério Público narra em detalhes cada momento em que Eduardo Cunha, segundo as palavras dele, transformou a Câmara em um "balcão de negócios" em benefício de suas conveniência.
"Eduardo Cunha tem adotado, há muito, posicionamentos absolutamente incompatíveis com o devido processo legal, valendo-se de sua prerrogativa de Presidente da Câmara dos Deputados unicamente com o propósito de autoproteção mediante ações espúrias para evitar a apuração de suas condutas, tanto na esfera penal como na esfera política. Eduardo Cunha transformou a Câmara dos Deputados em um 'balcão de negócios' e o seu cargo de Deputado Federal em mercancia, reiterando as práticas delitivas. Eduardo Cunha recebia valores, seja por doações oficiais, para si ou para os Deputados que o auxiliavam (também este o motivo pelo qual possui tantos seguidores), ou por meio de pagamentos ocultos", resume.
A seguir, os 11 episódios em que o Ministério Público diz que Eduardo Cunha usou o mandato de deputado federal e a presidência da Câmara em proveito próprio.
Obstrução de investigações e pressão a desafetos: Segundo o Ministério Público, Eduardo Cunha utilizou correligionários para apresentar dois requerimentos perante a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara como forma de pressionar o lobista Julio Camargo, delator da Lava Jato e responsável pela acusação de que o peemedebista recebeu 5 milhões de dólares em propina. Em 2011, a ex-deputada Solange Almeida, aliada de Cunha, solicitou ao Tribunal de Contas da União (TCU) e ao então ministro de Minas e Energia, Edison Lobão (PMDB-MA), informações muito similares às que o doleiro Alberto Youssef indicou em seu depoimento: dados de contratos, auditorias, aditivos e licitações que envolviam "o Grupo Mitsui com a Petrobras ou qualquer das suas subsidiárias no Brasil ou no exterior". Os requerimentos comprovariam, na avaliação do Ministério Público, que aliados de Cunha fizeram pressão política sobre a Mitsui e o lobista Julio Camargo depois de supostos atrasos no pagamento de propina.
Pressão ao Grupo Schahin: Em episódio semelhante aos requerimentos apresentados pela deputada Solange Almeida, o procurador-geral Rodrigo Janot disse que Eduardo Cunha utilizou sua influência política junto a aliados para intimidar o Grupo Schahin. A PGR aponta que Cunha utilizou deputados para encaminhar requerimentos envolvendo a Barragem de Apertadinho (RO) e, com isso, pressionar para que houvesse pagamento de propina Grupo Schahin. Em depoimento, Milton Schahin disse que o doleiro Lúcio Funaro atuava em nome de Cunha na estratégia de pressão ao Grupo Schahin. A relação entre Eduardo Cunha e Funaro também é reforçada pelo fato de estar registrado em nome da empresa C3 Produções Artísticas e Jornalísticas, do deputado e da esposa dele Cláudia Cruz, dois cargos de luxo pagos com cheques das empresas Cingular e Royster, de Funaro.
Pressão e convocação da advogada Beatriz Catta Preta na CPI da Petrobras: O Ministério Público acusa Eduardo Cunha de ter trabalhado para a convocação da advogada criminalista Beatriz Catta Preta na CPI da Petrobras depois de um dos clientes dela, o lobista Julio Camargo, ter revelado que pagou propina de 5 milhões de dólares ao deputado por contratos de navios-sonda com a Petrobras. "Relevante notar que um dos atos que antecedeu as investidas contra Catta Preta foi justamente a oitiva que Julio Camargo realizada no dia 10 de junho de 2015, no qual revela que Eduardo Cunha foi uma dos beneficiários da propina paga em razão da aquisição dos navios-sonda da Samsung", relata o MP.
Contratação da empresa de investigação Kroll: No embasamento do pedido de afastamento de Eduardo Cunha, o MP diz que a Câmara dos Deputados contratou a empresa de espionagem Kroll exclusivamente para investigar delatores da Operação Lava Jato e, se encontrasse inconsistências nos depoimentos deles, colocar em xeque a credibilidade das revelações trazidas pela Operação Lava Jato. Sobre a atuação da Kroll, diz o Ministério Público: "chama a atenção o fato de nenhum político ter sido incluído na lista e 75% dos alvos serem colaboradores da Justiça. Não que os colaboradores estejam 'blin-dados' de serem investigados, mas salta aos olhos o direcionamento dado à empresa contratada".
Direcionamento da CPI da Petrobras contra o Grupo Schahin e contra Alberto Youssef: Utilizando aliados na fracassada CPI da Petrobras, Eduardo Cunha instruiu deputados a pressionar e constranger o Grupo Schahin, mais uma vez por meio do doleiro Lúcio Funaro. "No exato dia da instauração da CPI da Petrobras, Funaro enviou e-mail afirmando que o Grupo Schahin seria convocado", diz o Ministério Público. Para a acusação, o direcionamento contra a empresa, que não integrava o Clube do Bilhão de empreiteiras da Lava Jato, por exemplo, evidencia o uso do poder de Eduardo Cunha na perseguição a desafetos. "Os fatos narrados visam tão somente demonstrar o desvio de finalidade dos parlamentares mencionados ao exercer a relevante função fiscalizadora ínsita ao Poder Legislativo".
Apontado como um dos principais delatores da Operação Lava Jato, o doleiro Alberto Youssef teve a família utilizada como forma de pressão na CPI da Petrobras. Nos trabalhos da comissão, o então deputado Celso Pansera (PMDB-RJ), atual ministro de Ciência e Tecnologia, apresentava requerimentos de convocação de quebra de sigilo contra as filhas, a ex-mulher e a irmã do delator. Pansera foi classificado por Youssef como "pau mandado de Cunha". "Este requerimento de convocação da filhas de Alberto Youssef e de sua ex-mulher teve o único objetivo de intimidar o Colaborador que revelou em depoimento formal à Justiça e ao Ministério Público que Eduardo Cunha foi um dos beneficiários da propina da Petrobras", explica o MP.
Projeto de lei para derrubar acordos de delação premiada: Por meio do deputado aliado Heráclito Fortes (PSB-PI), Eduardo Cunha teria pressionado pela apresentação de um projeto de lei que impede que delatores corrijam informações ou acrescentem dados novos em depoimentos já prestados. Para o procurador-geral, a iniciativa seria uma retaliação ao lobista Julio Camargo, que em depoimento extra disse que pegou 5 milhões de dólares em propina a Eduardo Cunha em uma transação envolvendo a Petrobras e a Samsung Heavy Industries. Ao justificar porque só citou o deputado federal em uma oitiva complementar, Camargo disse que temia a atuação do presidente da Câmara.
Demissão de servidor que contrariou interesses: O Ministério Público aponta ainda que Eduardo Cunha, utilizando sua influência política, demitiu o servidor Luiz Antônio Souza da Eira, então Diretor do Centro de Informática da Câmara dos Deputados, depois de ele ter reconhecido que era de Cunha a autoria de requerimentos de pressão de desafetos, como Julio Camargo.
Atrapalhar funcionamento do Conselho de Ética: A PGR lista as tentativas de Cunha e aliados de barrar o andamento do processo por quebra de decoro parlamentar no Conselho de Ética da Câmara. Parlamentares do conselho levaram ao Ministério Público evidências de que aliados do peemedebista tentaram travar as votações com questões de ordem, de que Cunha demorou a ceder um auditório para realizar a sessão inicial e abriu votações no plenário - a chamada ordem do dia - antes do horário comum para forçar o encerramento da reunião no colegiado. Um aliado de Cunha, o deputado Felipe Bornier (PSD-RJ) chegou a anular a sessão por completo. Na última cartada, um recurso à Mesa Diretora, o primeiro relator do caso, deputado Fausto Pinato (PRB-SP), foi destituído do cargo.
Ameaças a Fausto Pinato, ex-relator do processo de cassação no Conselho de Ética: Janot ligou a Eduardo Cunha as ameaças que o ex-relator do processo contra o peemedebista no Conselho de Ética, deputado Fausto Pinato (PRB-SP), contou ter recebido por meio de seu motorista, depois de assumir o caso. O deputado disse que mantinha bom relacionamento geral, mas passou a ser assediado depois de relatar a representação contra Cunha. Um funcionário do gabinete de Pinato contou ter sido abordado em Fernandópolis (SP), ao deixar a mulher e a filha do deputado em casa, por dois motoqueiros que faziam menção ao processo e em mandar o deputado "para o céu". O motorista depôs e confirmou o teor da denúncia.
Novas ameaças e oferta de propina a Fausto Pinato: Pinato também afirmou ter recebido oferta de propina de desconhecidos. A Polícia Federal apreendeu no bolso de um paletó e no escritório da residência de Cunha boletins de ocorrência referentes às denúncias de Pinato.
Oferecer o mandato como 'balcão de negócios' ao BTG e à OAS: A PGR obteve cópias de mensagens em que Cunha, por e-mail e Whatsapp, combina com Léo Pinheiro, executivo da OAS, e Manuel Ribeiro, também da OAS, a aprovação de emendas em Medidas Provisórias (MPs) para beneficiar os interesses da empreiteira. Apelidado de "escriba", Ribeiro era o elo da OAS com Cunha e "elaborava os projetos e medidas para tramitar na Câmara. O Ministério Público também obteve indícios de que Cunha atuava em conluio com André Esteves, do BTG Pactual, a fim de ter favorecimento a bancos em processo de liquidação. Rodrigo Janot apontou ao todo onze MPs em que Cunha articulou para beneficiar as empresas, em detrimento do interesse público. Segundo a PGR, Cunha pôs o mandato à disposição das empresas pelo menos desde 2012 e usava influência em parlamentares aliados para conseguir modificar os textos das leis. Em troca, obtinha propina e doações eleitorais para si e para aliados. Um dos indícios é o manuscrito com relato de que ele teria recebido 45 milhões de reais para beneficiar o BTG. (Veja.com)
Compartilhar:
Mais informações »

Emprego: Hospital Sarah abre vagas em Salvador; salários chegam a R$ 5.083

A unidade da rede Sarah de Salvador anunciou a abertura de vagas no período que vai de 9 a 18 de maio de 2016. Os interessados devem se inscrever pelo site da empresa, ou nos locais informados, e efetuar o pagamento de R$ 55 ou R$ 70.
As oportunidades são para os cargos de Técnico em Manutenção – Mecânica e Eletrotécnica e Oficial de Manutenção – Operador de Caldeira, Mecânica, e Elétrica. Os interessados devem ter o ensino médio completo e curso técnico para algumas funções. Além disso, é necessário possuir experiência mínima de seis meses comprovada em carteira de trabalho.
O profissional assinará contrato em carga horária com 44 horas semanais recebendo um salário bruto que varia de R$ 3.682,25 a R$ 5.083,55.
Além da capital baiana, as vagas são ofertadas para unidades da rede em Brasília, Fortaleza e Belo Horizonte. iBahia.com
Compartilhar:
Mais informações »
Postagens mais antigas Página inicial