Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Polícia identifica 4 traficantes que torturaram jovem em favela do Rio

A Polícia Civil identificou, nesta terça-feira (30/09), quatro traficantes como os autores da tortura e morte de Rayssa Christine Machado de Carvalho Sarpi, na sexta-feira (26). De acordo com o delegado titular da 40ª DP (Honório Gurgel), Marcus Neves, o caso da tortura foi registrado na noite do dia 23. Ainda segundo o delegado, o inquérito será entregue ao Ministério Público com o pedido de prisão dos autores do crime.
Um vídeo que mostra a tortura da jovem circula em redes sociais. No arquivo é possível ver a jovem tendo seu cabelo cortado pelos suspeitos e com ferimentos pelo corpo.
O delegado informou que aguarda o resultado do laudo de necropsia da causa morte para avaliar se instaura inquérito para apurar omissão de socorro. A direção do Hospital Estadual Carlos Chagas informou que Rayssa Christine Machado deu entrada na unidade, no dia 20 de setembro, com ferimentos pelo corpo. Ela passou por tomografia computadorizada, sutura e curativos, recebendo alta no mesmo dia.
Rayssa teve nova entrada na unidade, na noite de 26 de setembro, com parada cardiorrespiratória. Foram realizadas as manobras de ressuscitação, sem sucesso e o óbito foi registrado às 22h20. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML). (G1)
video

Praia Grande, São Paulo:Polícia investiga vídeo de garota torturando rival após suposta traição

.
Um vídeo que mostra uma jovem sendo espancada e torturada está sendo investigado pela polícia em Praia Grande, no litoral de São Paulo. De acordo com a polícia, o vídeo foi gravado após a agressora suspeitar que o namorado estava saindo com a rival. Nas imagens, a agressora chega a apagar um cigarro no rosto da vítima, além de obrigar a garota a confessar a traição enquanto é espancada com socos e tapas no rosto. A Polícia Civil já investiga o caso e analisa o vídeo
No vídeo, que tem pouco mais de um minuto de duração, a vítima aparece com o rosto bastante machucado e, após ter o cigarro pressionado contra a sua face, ainda é forçada a repetir palavras de baixo calão e “prometer” que não se relacionaria mais com o namorado da agressora, a quem ela chama de “Bolinho”.
Equipes do 1º Distrito Policial (DP) de Praia Grande já estão investigando o caso, sobre o qual tiveram conhecimento por meio do vídeo, que tem circulado amplamente pelas redes sociais. No entanto, o episódio ainda não foi registrado pela vítima, que ainda não teve a sua identidade confirmada e não foi encontrada pela polícia.
De acordo com a polícia, a agressora foi localizada e já foi chamada para prestar depoimento na delegacia. Porém, até o momento, a jovem não se apresentou para dar esclarecimentos sobre a briga e, consequentemente, sobre as suas agressões e a divulgação do vídeo.
A jovem responsável pela tortura já havia utilizado a web para ameaçar a rival, que segundo a agressora teria se envolvido amorosamente com o seu marido. O caso aconteceu no início de setembro.
Em uma mensagem postada no último dia 4, a autora das agressões desafia a rival: “Será que é difícil você entender que o meu marido me ama?”, pergunta a suspeita, que completa em tom intimidatório. “Relaxa que o teu eu estou guardando”, afirma.(Informações:G1)
Veja o vídeo abaixo. 
video

Cruz das Almas:Após fazer denuncia em radio "Marcos do Churrasco" é assassinado na estrada de ferro.

Um homem que foi identificado como sendo "Marcos do Churrasco" foi morto no interior de sua residência na noite desta terça-feira (30/09) no endereço onde o mesmo morava na Rua Rio Branco ( Estrada de Ferro) em Cruz das Almas- BA, distante a cerca de 146 km de Salvador.
Segundo informações, o crime pode ter ocorrido depois que Marcos teria dito em uma entrevista que na noite de sexta-feira (26/09), homens armados tentaram roubar a motocicleta de sua filha por volta das 9hs15. Na entrevista Marcos revelou que uma câmera de circuito interno teria filmado os homens durante a tentativa do furto. Ele revelou ainda que entregaria as filmagens para a polícia.
Uma ambulância do SAMU foi chamada, mas a vitima já se encontrava morta. O corpo será encaminhado para o Instituto Medico Legal de Santo Antônio de Jesus
Informações dão conta que os autores do crime já foram identificados pela policia, e que é apenas uma questão de tempo até que eles sejam presos.

Ouça a entrevista. abaixo.
Aguardem novas informações.

Eleitores têm de ficar atentos a regras para celulares e tablets durante votação

Em tempos de selfie e redes sociais, o eleitor tem de ficar atento às regras da Justiça Eleitoral para o uso de celulares, smartphones e tablets no dia do pleito. De acordo com a assessoria do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), enquanto estiver votando, o eleitor deve deixar o aparelho em um móvel, próximo aos colaboradores responsáveis pela seção eleitoral.
“Os mesários e o presidente de mesa estão orientados a determinar que o eleitor deixe os equipamentos eletrônicos que portar com o mesário”, informou a assessoria do TSE à Agência Brasil.
A legislação eleitoral proíbe o eleitor de “portar aparelho de telefonia celular, máquinas fotográficas, filmadoras, equipamento de radiocomunicação, ou qualquer instrumento que possa comprometer o sigilo do voto”.
Ainda segundo a Justiça Eleitoral, o sigilo do voto também abrange ambientes virtuais e redes sociais, ou seja, é proibido publicar imagens ou fotos do voto e quem fizer isso pode sofrer sanções. Segundo o TSE, não haverá revista de eleitores, mas as pessoas que desrespeitarem a legislação estão sujeitas a até dois anos de detenção.
Para o pesquisador de ciência e tecnologia do departamento de sociologia da Universidade de Brasília (UnB) Marcello Barra, apesar do intenso ativismo de eleitores nas redes sociais, quem busca burlar a legislação presta um desserviço à nação. “A conquista do voto secreto é uma garantia da democracia. Qualquer meio que burle esse direito é um atentado à democracia”, resumiu.
Segundo ele, o caráter sigiloso impede que as pessoas fiquem vulneráveis ao assédio para mudança de voto. “A pessoa acha que está ajudando a militância, que está motivando outros a votar, mas, na verdade, ela está prejudicando o voto. O sigilo é uma garantia aos mais fracos”, completou.
Barra lembra que a popularização dos smartphones trouxe um incremento no número de pessoas que passaram a interagir na discussão política. Segundo o especialista, o uso da internet tem modificado a forma como as pessoas entendem e participam da vida política do país. “Eu venho acompanhando esse processo há muitos anos. Esses instrumentos estão se tornando cada vez mais importantes para a democracia. Cada um coloca a sua opinião de maneira direta, é cada vez mais democrático”, ponderou.
Segundo o TSE, caso os mesários flagrem algum eleitor fotografando o voto, a orientação é que o episódio seja registrado em ata, identificando o eleitor. Caberá ao juiz eleitoral comunicar o fato ao Ministério Público Eleitoral para instauração de inquérito. (Correio da Bahia)

Valença: Policial Militar é baleado na porta de casa

Um policial militar está em coma induzido após ser baleado durante uma tentativa de assalto em Valença, município localizado a 255 quilômetros de Salvador. De acordo com a 33ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Valença), o crime aconteceu na noite da segunda-feira (29/09), na porta da casa da vítima, um soldado identificado como José Márcio Santos de Sousa.
O soldado estava de folga, e chegava de carro em sua própria casa, em um loteamento de Valença, por volta das 20h30 de ontem. Ele foi surpreendido por dois homens, que anunciaram o assalto. O PM reagiu, sendo atingido por dois disparos de arma de fogo no estômago.
Os assaltantes fugiram em uma motocicleta, e deixaram cair um celular e uma arma de fogo. Um deles morreu depois de que a dupla entrou em confronto com guarnições da Polícia Militar da região. José Márcio, que também é lotado na 33ª Companhia, foi socorrido para o Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus. O quadro de saúde dele é considerado de alto risco.
O PM está em coma induzido depois de passar por uma cirurgia. A identificação dos homens envolvidos na ação criminosa não foi divulgada pela polícia. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Valença. Matéria:Correio da Bahia/Foto:Nas Malhas da Lei 

Aplicativo policial que ajuda a achar criminosos já tem 20 mil downloads


Mais de 20 mil downloads já foram feitos no aplicativo "Sistema de Informação para Proteção à Pessoa" (SIPP), idealizado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) para a população ajudar a identificar criminosos e localizar pessoas desaparecidas na Bahia. O software é considerado o primeiro do tipo no Brasil pela Secretaria de Segurança Pública.
Em quatro meses, cinco dos suspeitos com rostos expostos foram mortos e 18 detidos. Em média, 10 denúncias de desaparecidos chegaram pelo aplicativo. Esse balanço foi informado pelo delegado Jorge Figueiredo, diretor do DHPP e criador do programa, em conversa nesta segunda-feira.
A ferramenta gratuita está disponível para smartphones com o sistema operacional Android ou IOS. Segundo Figueiredo, o aplicativo dispõe de banco de dados com informações de unidades policiais do interior do estado e possibilita ao usuáro identificar, por meio de fotografias, os principais procurados.
"Ele permite que você veja os procurados do DHPP, do interior, entre homicidas e traficantes, do Denarc [Departamento de Narcóticos], assaltantes de bancos e, até a semana que vem, estamos atualizando o banco de dados e incluindo mais assaltantes e procurados", explica.
Há quase 200 suspeitos cadastrados e, na medida em que são capturados, novos nomes são inscritos no sistema. De acordo com o delegado, atualmente, são 64 procurados do DHPP, 40 do Denarc, 14 do interior, 47 do Baralho do Crime e 10 assaltantes de bancos.
"É uma expansão muito grande. A gente tem um canal pelo Facebook, que é muito usado, mas nem todo mundo vai para a tela do computador. O celular tem poder catalisador muito grande, se processou de maneira muito mais rápido", comenta.
No caso das pessoas desaparecidas, o banco de dados fornece informações como a data de nascimento e os telefones para contatos. "Nós podemos prender as pessoas, mas não fazer com que um ente perdido volte. Uma das coisas mais interessantes desse aplicativo é poder trazer essas pessoas desaparecidas de volta", avalia.
Três funções disponíveis pelo SIPP estão restritas à utilização por profissionais da segurança pública: o Portal SSP, no qual é possível consultar a ficha criminal e se há mandados de prisão em aberto; o Sicohnar, que reúne um banco de dados cruzando informações do DHPP e Departamento de Narcóticos (Denarc); e o Termômetro DHPP, em que consta estatística diária sobre o registro de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI). "Esse sistema é de suma importância para a Polícia Civil porque você faz com que a população passe a interagir com a polícia. Ela tem condições agora de estar auxiliando, de se sentir parte do processo", descreve o delegado.
O sistema está disponível para Android na na loja Google Play. Para os usuários de Iphone o SIPP pode ser baixado pelo navegador, digitando o endereço: http://app.vc/dhpp_ba.
Fonte: (G1)

www.cruzdasalmasnews.com.br. Tecnologia do Blogger.
 
Powered by Blogspot
UA-27219066-1